A vitamina D estimula o desenvolvimento espermático

/, Non classifié(e)/A vitamina D estimula o desenvolvimento espermático

A vitamina D estimula o desenvolvimento espermático

A vitamina D é uma vitamina com algumas características únicas. Basicamente, é um hormônio e em sua maioria é produzido pela pele. A quantidade de vitamina D encontrada na comida é insignificante e insuficiente. Para produzir vitamina D na pele, tudo o que precisamos é luz solar / luz UV. No entanto, a realidade é que a maioria das pessoas que trabalha em um escritório quase não se expõe ao sol. O resultado: mais de 80% da população da Europa central e mais de 60% das pessoas vivendo no sul da Europa apresentam deficiência de vitamina D.

1

Os sintomas mais comuns da deficiência de vitamina D são: sistema imunológico debilitado, mudanças de humor, performance limitada e um nível baixo de cálcio (resultando eventualmente em osteoporose). A Deutsche Gesellschaft für Ernährung e.V. – DGE – (Sociedade de Nutrição Alemã) recomenda portanto uma suplementação diária de 10 µg de vitamina D3 para crianças e 20 µg para adultos maiores de 60 anos.

Em homens, baixos níveis de vitamina D também têm efeito negativo no desenvolvimento espermático e na produção do hormônio masculino, a testosterona.2

A deficiência de vitamina D e a infertilidade masculina

A concentração, motilidade progressiva, morfologia (saúde aparente) e motilidade geral do esperma estão relacionadas com a concentração sanguínea de vitamina D. Um estudo americano demonstrou que homens brancos com níveis baixos de vitamina D (menos de 20 ng / ml) apresentam número, concentração e motilidade espermática significativamente menores do que homens com níveis normais de vitamina D. 3

Um estudo maior, conduzido em 2012 na China, confirmou a relação entre a deficiência de vitamina D, níveis baixos de testosterona e fertilidade limitada.4

Mas a overdose de vitamina D com mais de 20 µg de vitamina D por dia também tem efeitos negativos: homens com níveis muito altos de vitamina D no sangue (>50 ng/ml) apresentaram efeitos reduzidos da vitamina D. Concentrações tão altas são muito raras na Europa central.

Além do desenvolvimento espermático, a vitamina D também é importante para a produção de testosterona.5

Esses estudos sugerem que uma suplementação moderada de vitamina D3 (aprox. 10 µg diariamente, que corresponde a 200% do VDR) é recomendável.

Os melhores e mais populares produtos para estimular o desenvolvimento espermático são comparados aqui.

Bibliografia:

  1.   Estudo Nacional de Consumo (Alemanha), Parte 2 (“Nationale Verzehrsstudie”, Teil 2)
  2. Jensen MB.; “Vitamin D and male reproduction.”; Nat Rev Endocrinol. 2014 Mar;10(3):175-86. doi: 10.1038/nrendo.2013.262. Epub 2014 Jan 14.
  3. Blomberg Jensen M, Bjerrum PJ, Jessen TE, Nielsen JE, Joensen UN, Olesen IA, Petersen JH, Juul A, Dissing S, Jørgensen N.; “Vitamin D is positively associated with sperm motility and increases intracellular calcium in human spermatozoa.”; Hum Reprod. 2011 Jun;26(6):1307-17. doi: 10.1093/humrep/der059. Epub 2011 Mar 22.
  4. Yang B, Sun H, Wan Y, Wang H, Qin W, Yang L, Zhao H, Yuan J, Yao B.; “Associations between testosterone, bone mineral density, vitamin D and semen quality in fertile and infertile Chinese men.”; Int J Androl. 2012 Dec;35(6):783-92. doi: 10.1111/j.1365-2605.2012.01287.x. Epub 2012 Jun 19.
  5. Blomberg Jensen M.; “Vitamin D metabolism, sex hormones, and male reproductive function.”; Reproduction. 2012 Aug;144(2):135-52. doi: 10.1530/REP-12-0064. Epub 2012 May 25.
Share and help your friends!Share on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on Tumblr
Tumblr
2016-12-15T16:28:29+00:00